30 setembro 2007

"Times are changing"

Passo agora mais tempo no ateliê (não simpatizo nada com esta nova grafia...) do que em casa. Generosamente, a "jardino-cacto-suco-agem" está a conceder-me algum do seu absorvente espaço, desde que lhe garanta uma presença constante por entre as tintas, telas e pincéis.
Tenho (finalmente e "aleluia") aproveitado bem o meu tempo e trabalhado várias horas por dia, o que me permite cumprir prazos e entregar as telas aos serígrafos, para que sejam fotografadas e seja dado início à impressão.
Já tenho pensadas as próximas pinturas, que serão de maior formato e não terão a limitação de cores que estas têm.

As cores de hoje foram:














(já só faltam duas telas)

27 setembro 2007

Esperemos ...

... que seja desta vez que verdadeiramente retomo a pintura como uma das minhas actividades quotidianas.
Ontem estive no atelier até às duas da manhã, alterando cor atrás de cor, na procura de uma harmonia entre a composição e a paleta. Depois de ter saído do meu emprego, passei pela loja das tintas e, em meia dúzia de cores, gastei quase 130€. O que me vale é que primeiro encomendo e só depois é que vejo o preço!! :D

Na próxima quinta-feira, em casa, começarei com o "Atelier Livre" (apoio e acompanhamento de projecto pessoal), das 17:30 às 19:30. É mais uma forma de me colar às paredes e fazer do espaço (pelo tempo de permanência) uma extensão do meu próprio corpo, para debelar as estranhezas, de parte a parte.
Se souberem de alguém interessado nesse tipo de actividade, façam o favor de me dizer!

24 setembro 2007

Algures

6 colors

Preparei seis telas. Fiz-me uma finta e ultrapassei-me pela direita, em direcção ao cavalete e utilizei os restos de tintas que tinha guardado em pequenas caixas herméticas, para preencher os fundos. Apenas isso.
Espero não atraiçoar a esperança e ter pronto algum trabalho até ao próximo fim de semana.
Eu sei que estou por aí, algures!

22 setembro 2007

Suavidade

Procuro ainda a bifurcação onde me enganei.
Perdi a mão que cria e, com ela, parte da alma.
Encho-me de actos falhados, que querem falar por mim.
Não há mal nenhum em nos sentirmos pouco.

1482 - Softness

21 setembro 2007

Dois pacotes

Hoje recebi dois pacotes-oferta (de Toledo e de Barcelona) com estacas de suculentas (com alguns cactos). Fiquei impressionado!!!

Aeoniuns

aeoniuns (gift from felix)

Haworthias (lindas)/ Aloes / Echeverias / ...
enormous (gift from enrique)

Não posso aceitar nem mais uma única planta!!!!

Andaluzia III - Jaén

A minha passagem e estadia (3 dias) por Jaén foi deveras agradável. Os anfitriões Paloma e Joaquín foram incansáveis e, para além de me mostrarem parte do extenso trabalho artístico que desenvolveram ao longo dos últimos quarenta anos, mostram-me também a parte monumental da cidade.
A Catedral renascentista é impressionante e merece cada minuto da visita que se lhe faça.

Existem muitos outros equipamentos culturais, que demonstram a vivacidade da urbe. As pessoas são muito simpáticas e percebe-se que estão de bem com a vida.

1389 - Jaén

1398 - Jaén 1394 - Jaén

1449 - Jaén 1444 - Jaén

1408 - Jaén

(desculpem a escassez de palavras, mas ainda ando meio "abananado")

20 setembro 2007

Febre Escaronodular

"E agora, Senhores Espectadores, algo TREMENDO, algo NUNCA EXPERIMENTADO... algo HORRÍVEL"

Rickettsia conorii

Pois é..., não pode uma pessoa distrair-se um pouco e... lá aparece uma Carraça ou outro bicho qualquer que nos morde a perna ou a canela!

Ao que tudo indica (daí a minha episódica falta de energia) estou com Febre Escaronodular (vulgo Febre da Carraça). Não se aflijam que não é contagioso e já comecei o tratamento (Não foi com FrontLine, mas com antibiótico!...)

Espero que daqui a poucos dias já esteja recuperado e cheio de energia!

19 setembro 2007

Andaluzia - II (A Comida)

1288 - exquisit

Não é surpresa para ninguém o meu gosto em provar novos pratos ou petiscos, seja aqui ou em qualquer parte do mundo, até nos países onde não se sabe bem o que nos colocam na mesa!...

Pois na Andaluzia sinto-me numa espécie de idílio gastronómico, dada a variedade de tapas que apresentam até nas pequenas tascas.
Sejam "boquerones" fritos ou em vinagrete, Sardinhas assadas em espetos

1294 - boquerones fritos 1295 - sardines on a stick

Camarões, Salmonejo, Albóndigas, Pipirrana, Queijo manchego, Pimentos padrão, Amêndoas fritas, Conchas finas, "embutidos" variados, extravagantes Ostras ou a incontornável Paella

1350 - Málaga (saborosos) 1432 - Jaén
1437 - Jaén (Albóndigas) 1422 - Jaén (pipirrana)
1378 - Jaén 1377 - Jaén

1516 - Puerta de Segura (Paella)

Apesar de tudo e por incrível que pareça... Não engordei!

Andaluzia - I

Dando início às "hostilidades"...

1259 - dawn

Dia 8

Saí um pouco antes das 6 da manhã, para poder chegar a Málaga antes da hora de almoço.
A viagem (que durou seis horas) correu bastante bem e fez-me lembrar das vezes que daqui, de Lisboa, parti para aqueles lados, com esperanças e alegrias juvenis (um pouco serôdias, é certo!)

A recepção foi óptima (como sempre tem sido a minha experiência), apesar de pessoalmente não conhecer nenhum dos convivas.

Tenho em Málaga um grande amigo que, por se encontrar de férias nas semanas anteriores à da minha partida, não o pude avisar de que estaria por aquelas paragens! Assim, só no Domingo me encontrei com ele para jantar!

17 setembro 2007

mais um bocadinho

Já regressei e estou de "ressaca de férias". De entre largas dezenas de estacas de cactos e suculentas que tenho para plantar, fotografias para organizar, planos para colocar em marcha... peço-vos e agradeço também a vossa paciência para voltar aqui e não encontrar nada de novo!
Um "Blongo" abraço!!!

07 setembro 2007

Asta luego

mammillaria spinosissima
mammillaria spinosissima

Têm sido estes recentes dias, um exercício de sobrevivência emocional, num turbilhão de acontecimentos que, dependendo do seu desfecho, condicionarão o meu rumo de vida.
(como são todos incontornáveis, deles falarei e darei nota no momento apropriado)

Se tudo correr bem, amanhã por esta hora estarei já perto de Huelva, a caminho de Málaga. Tenho "pre-preparado" grande parte do que levo, mas ainda me faltam resolver vários assuntos até que possa dormir um pouco.
Levo papéis, aguarelas e pincéis (não terei muito tempo para pintar, mas é bom sentir a vontade de os levar comigo). Levo algumas serigrafias para oferecer aos anfitriões dos três locais onde pernoitarei, levo vinhos e... MUITOS pequenos cactos e suculentas para trocar e oferecer!

Ontem recebi um email da Galeria de Almeria, avisando-me de que a Exposição será de 9 a 30 de Novembro e que tenho (teria) de enviar 10 imagens para catálogo, textos e CV... até ao fim da próxima semana!
Como não tenho nada preparado... não me restou outra hipótese a não ser sugerir o adiamento da entrega (ou mesmo da exposição) de todo o material. Em princípio, irei levar cinco das dez telas da Exposição que fiz na Sala do Veado e fazer novos trabalhos para o piso superior da galeria (que é mais pequeno).

Irei hoje buscar vinte cinco (?) pequenos cactos, vendidos por um cactófilo especializado em sementeiras de cactos raros ("afinal, havia outra!!" ahahahahah) para levar para Espanha.

Bom... Durante esta próxima semana passarei algumas vezes por aqui, mas não devo poder escrever nenhum "post"!

Fiquem MUIIIIIITOOOO BEM!!!!
Abraços para quem os aceitar, beijos para quem os quiser!

04 setembro 2007

Preparativos

Raramente temos o tempo como nosso aliado, há sempre um desfasamento que parece contrariar as nossas necessidades imediatas.
Já há alguns meses (anos?) que tenho a sensação de "escorregar" em direcção aos acontecimentos, principalmente no que diz respeito às viagens. Desejo-as muito e, quando se aproximam, tenho uma enorme vontade de as adiar alguns dias mais!
Dantes, cada viagem era um "sonho tornado realidade" e era preparada ao detalhe e com a ilusão a servir de combustível e um sorriso sempre estampado no rosto... Agora, de uma forma absurda, carrego comigo o peso do que não tenho conseguido ser e das âncoras que se esqueceram da sua primordial função. O que me vale é que, quase sempre, me encanto pelas novas paisagens, geográficas e humanas, que por aí vou encontrando.

Estou a preparar toda a pafernália de objectos que levo para apenas 10 dias de viagem. Algumas dezenas de pequenas estacas de cactos e suculentas (mesmo que os levasse em quadruplicado, ainda ficaria com o "jardim" superpovoado!), Aguarelas e pincéis, lápis e papéis (mesmo que não pinte nada, que é o mais provável, já é um bom sinal levar comigo todo este material!), algumas serigrafias para oferecer e (os inevitáveis) Cds!

Os amigos que me esperam, estão como sempre (mesmo os que apenas agora conheço pessoalmente) a cuidar de tudo para que eu me sinta "muy a gusto" e que regresse com a sensação de que há uma parte de mim que pertence ali!
Não vou conseguir evitar regressar com o carro cheio de plantas, mesmo que não compre nenhuma. A resposta que obtenho a cada cacto que (virtualmente) elogio é quase sempre: "Vou guardar um para ti"! Um destes dias, como fazem alguns destes meus amigos, terei de jogar Tetris com os vasos!!! Ou melhor.. Sokoban!

Já agora... a mais recente oferta que me fizeram (deverá chegar na terceira semana de Setembro) foi um pequeno cacto, "filho" deste:



Echinocereus stramineus
Originally uploaded by hawbicum.