22 agosto 2010

Voz interior

glory

Pelas mais variadas razões, todos já passámos por períodos na Vida em que temos a sensação ou até mesmo a noção de que algo importante, que não conseguimos identificar ou definir, está para acontecer, como se esse momento fosse um "momento-charneira" que irremediavelmente nos mudará o rumo.
Muitas das vezes tal não acontece, pelo menos da forma que idealizámos ou, na sua maioria, fantasiámos, mas nem por isso devemos estar desatentos a essa "pequena" voz interior, que nos sopra ventos de mudança ao ouvido. Há que aproveitar o momento e arrumar o que está "dessarumado" à nossa volta, o que precisa de um desfecho, o que já não nos faz falta, o que carregamos sem sentido, caso contrário, perdemos uma fantástica oportunidade de avançar no sentido da nossa autorealização.
Escutem a vossa voz interior.

5 comentários:

ameixa seca disse...

Com as vozes é preciso cuidado, vai que é uma esquizofrenia mal resolvida e começamos a fazer coisas que não devemos!? :)
Estou a brincar, tens razão... o nosso Eu interior sabe das coisas!

Ezequiel Coelho disse...

vou falar disso no próximo post! ;)

António Rosa disse...

olá Ezequeiel,

«... a essa "pequena" voz interior, que nos sopra ventos de mudança ao ouvido...»

Excelente! Excelente! Excelente!

Abraço

Zoninho disse...

ia dizer que a voz interior tinha muita razão... mas tinha-me esquecido da esquizo... bem, é melhor duvidar. mas a macro está fabulosa!

abraços

Ezequiel Coelho disse...

Quando é só uma voz... a coisa está controlada. O pior é quando são muitas! ;) Aí é que está a diferença!
Capice? eheheheh